login

AULAS DE ORATÓRIA

A importância das aulas de Oratória e das Sessões Acadêmicas 

Saber redigir um bom texto, comunicar-se com segurança e eficiência, possuir bons argumentos, relacionar-se com o outro, colocar-se frente aos colegas e discursar com segurança são práticas que o CETISA desenvolve com seus alunos no decorrer do Ensino Médio.

Desde a primeira série, os educandos são orientados pela Professora de Língua Portuguesa, Queli Busarello, a conhecerem técnicas que envolvem a oratória, a retórica e argumentação.

A escola entende que os alunos necessitam apropriar-se desses conhecimentos, desenvolverem essas práticas, pois no mundo globalizado em que vivemos, essas habilidades desenvolvidas nos nossos jovens poderão oferecer grande diferencial na sua formação acadêmica.

Postura corporal, entonação de voz, forma de encarar o público, a dramatização na explanação, entre outras técnicas, são importantes e ensinadas pela professora. Contudo, nada disso faria sentido se não fosse elaborado um bom texto pelo aluno-orador, pois o receptor deverá entender o que está sendo dito.

Desse modo, antes dos educandos se apresentarem nas sessões acadêmicas, existe todo um trabalho a ser desenvolvido pelos jovens. Faz-se necessário ensiná-los como produzir um texto argumentativo de qualidade, buscando evidenciar a narrativa, a definição da temática; em seguida, o aluno aprenderá como elaborar a estrutura textual (tese, argumentos/estratégias, analogias, entre outros); e, finalizará apontando suas considerações finais.

Toda esse estágio inicial deverá fundamentá-los para, em um próximo momento, passarem pela experiência apreciativa de um público. Portanto, a autoria textual irá capacitá-los a desenvolverem conhecimento real do que escreveram, investindo-os de poder argumentativo para o natural confronto de ideias, num processo dialético, entre os oradores e seus colegas e/ou professores, que irão prestigiá-los no auditório.

Sem dúvida alguma, essa prática desenvolvida na escola  contribui na construção de uma sociedade mais humana, cidadã, crítica e politizada.

 

Voltar para a lista de notícias